sábado, 30 de setembro de 2006

JORNALEIROS... SEU DIA...

Vejam, patéticos vendedores de revista Veja e informantes mal-remunerados de logradouros públicos e pontos de ônibus !!!
O jornaleiro Fábio (de Porto Alegre ) continua boicotando a publicação de ficção da família Civita.
Em Curitiba, jantar em comemoração ao "Dia do Jornaleiro" contou com a presença de mais de 1000 desses comerciantes, e acabou virando ato em apoio ao governador licenciado Roberto Requião, candidato à reeleição.
Foi lembrado que, quando foi prefeito desta cidade, Requião fez com que os jornaleitos pudessem passar a vender produtos não permitidos até então, como sorvetes e salgadinhos. Além de praticar a isenção de impostos para pequenos empreendimentos.
Como todo cidadão paulistano sabe, tais itens não podem ser comercializados nas bancas de jornais da cidade ( exceto as que não dependam de concessão do uso de solo ) .
Houve até jornaleiros que, para auxiliar José Serra a ganhar a Prefeitura em 2004, MENTIRAM às pessoas. Foi assim: o cidadão perguntava para o "banqueiro" se ali vendia refrigerante ou sorvete, e o sujeito respondia:
- Não, porque a Marta não deixa.
E o cidadão, já saturado de tanta manchete Anti-Marta (até na seção de Horóscopo ou Culinária) :
- Mas é uma vaca mesmo.
O jornaleiro balançava a cabeça, concordando:
- E quer ganhar de novo !!
O cidadão, sensível ao pobre e inocente vendedor de Veja:
- Depois disso que você falou, não é com o meu voto que isso vai acontecer. Vaca !!! Que sede !!!
E o vendedor de Veja e JT sabia que tinha cumprido com seu dever. Com louvor.
O que esperar de uma categoria que não conseguiu eleger um semelhante como vereador, apesar de serem milhares deles espalhados pela cidade ( sem contar com seus familiares e funcionários ) ?
Serra levou, renunciou, e ainda há quem, apesar da lei municipal não ter sido alterada, continue mantendo a história. Já li carta no jornal de dono de banca ainda dizendo isso, ainda sustentando a mentira.
Mas há aquele que já mudou de assunto, para ninguém perceber...

Bem, Paraná não é São Paulo.
E o governador de lá não deixa caça níqueis funcionar.
Ao contrário do nosso, que disse que esse assunto resolve-se é na esfera FEDERAL.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

SERRA Governador ?

O que aconteceu com a "alternância no poder" ?
Serão 16 anos sob as asas ( e o bico ) da tucanalha?
E, se a vitória como foi prevista vier, terá a maioria na Assembléia.
O que significa: NADA DE CPIs.
E mais analfabetismo funcional, privatizações, propaganda em veículos de imprensa amigos.
E Serra terá que cuidar de problemas agrários, disputas de terras, grilagens. A Polícia Militar deverá ser acompanhada minuciosamente pela sociedade.
O Estado de São Paulo se tornará ( mais ) a trincheira do anti-Lula, palco onde o debate será, forçosamente, apresentado e mostrado até esgarçar. Via Governo Estadual e redações.
Volta Marta !!
Requião 2010 !!
José Eduardo Cardozo como opção !!!
Erundina Senadora !!!
Humberto ( E por quê não ? ) vereador 2008 !!!

TENS 2 DIAS PARA REPENSAR SEU VOTO !!!

Etiquetas: , , ,

I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

Roubaram a Polícia Federal !!!


Deus do céu!!!!
O Chelotti ainda deve ter amigos lá dentro !
Não precisa ser petista para verificar que tem muita coisa estranha acontecendo, a ponto de me perguntar: há rivalidade dentro da PF ?
Caso "sim", quais seriam os interesses envolvidos? Profissionais apenas, busca de prestígio, promoções ?
Claro que, de modo geral, o governo atual recuperou um pouco a qualidade do órgão, subordinado diretamente ao Planalto.
Na época da discussão sobre as verbas para Segurança, devido aos ataques do PCC, falou-se que Lula privilegiou a PF e reduziu repasses aos estados. Pode ser, e eu não tenho como dizer o contrário. Mas uma Polícia Federal forte me parece de vital importância, apesar de agir em outros cenários, diferentes da polícia repressiva ou anti-distúrbios.
Vou ver o que os outros acham.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

sexta-feira, 29 de setembro de 2006

VOTAREI EM...

- PRESIDENTE: LULA
- GOVERNADOR: MERCADANTE
- SENADOR: SUPLICY
- DEPUTADO ESTADUAL: LEGENDA
- DEPUTADO FEDERAL: LUIZA ERUNDINA
Comentários: Não foi difícil. Em tucano eu não voto. Em extrmista de esquerda muito menos. Em candidatos que tenham a simpatia de Olavo, Reinaldo "Nostra Caixa" e Dioguinho nem falem.
Para mim, a questão é a seguinte: o HOMEM, indepententemente do sistema que esteja no poder, seja comunismo, fascismo ou capitalismo ( na verdade, talvez não existam entre si, elementos que permitam compará-los ou considerá-los, igualmente, "sistemas políticos", de acordo com definições acadêmicas, teóricas ou históricas. Mas, homem do povo que sou, passo por cima destas ilações e teorizações, pois não tenho base para mais que isso.) trabalha, e para alguém. Há casos em que isto acontece parcialmente, como pequenos proprietários urbanos e rurais (Desculpem, mais elucubrações.). Aondo quero chegar?
Simples: apesar do sistema dirigente, a única coisa certa: o homem deve trbalhar para sobreviver, e a busca pela sobrevivência está em seu código genético.
Não posso precisar, mas penso que os primeiros de nós descobriram que tinham que se alimentar e o fizeram com o que os seus olhos viam e estava em seu alcance. Alguns devem ter comido lava de vulcão. Outros, plantas venenosas. Pedras. Insetos. Casca de árvore. Alguns forma comidos por plantas carnívoras, o que fez com que os demais percebessem que deveriam riscar aquilo de seu cardápio.
Pegando o trejeito, começaram a caçar ( sozinhos? em bandos? não sei. ) e plantar, o que devia garantir seu sustento. Acho que deu certo, pois aqui estamos.
Mas eis que alguém, um dia, cercou uma área e declarou que ela lhe pertencia. E prometeu a alguns cro-magnons que, se estes mantivessem o local protegido de intrusos, e cuidassem para que os voluntários que conseguira para trabalhar naquela terra não fugissem, eles receberiam uma parte da produção suficiente para sua subsistência. Não precisariam caçar, pescar ( apenas se quisessem ) ou plantar e colher. Receberiam o mesmo que aqueles que conseguiam os voluntários para trabalhar a terra.
Nascia a propriedade privada, o agenciador e a polícia.
Deu para entender ONDE COMEÇA O ROUBO ?
Portanto, para mim, Estado ou Patrão roubam na raiz, nos proibindo de obedecer ao castigo designado por Deus.Mesmo que sejamos proprietários.
Dito isso - como alguém vive o dia-a-dia tendo essa idéia a respeito do mundo? -, e já que nascemos num mundo em que as circunstâncias nos obrigam a isso ( Socialismo ou Capitalismo ou Democracia Representativa, etc...) então já declarei em quem votarei.
E, se tivesse uma placa e uma cerca de arame farpado ao redor da árvore da maçã, talvez Adão e Eva não tivessem feito aquela besteira.
Seria a única vez que a propriedade privada teria tido algum efeito em matéria de benefício coletivo.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

quinta-feira, 28 de setembro de 2006

SUAVES MELODIAS I


KINKY SEX MAKES THE WORLD GO ‘ROUND

DEAD KENNEDYS

Greetings…this is the Secretary of War at the State Department of the United States…We have a problem.
The companies want something done about this sluggish world economic situation…profits have been running a little thin lately and we need to stimulate some growth…now we know there’s an alarmingly high number of young people roaming around in your country with nothing to do but stir up trouble for the police and damage private property. It doesn’t look like they’ll ever get a job…It’s about time we did something constructive with these people…We’ve got thousands of ‘em here too. They’re crawling all over…
The companies think it’s time we all sit down, have a serious get-together - start another war…The President? He loves the idea!
All those missiles streaming overhead to and fro…Napalm…People running down the road, skin on fire…
The Soviets seem up for it…The Kremlin’s been itching for the real thing for years: Hell, Afghanistan’s no fun…
So whadya say?…
We don’t even have to win this war.
We just want to cut down on some of this excess population…
Now look.
Just start up a draft: Draft as many people as you can.
We’ll call up every last youngster we can get our hands on, hand ’em some speed, give ‘em an hour or tow to learn how to use an automatic rifle and send ‘em on their way…Libya? El Salvador? How ‘bout Northern Ireland? Or a ‘moderately repressive regime’ in South America?
We’ll just cook up a good Soviet threat story in the Middle East - we need that oil…
We had Libya all ready to go and Colonel Khadafy’s hit squad didn’t even show up. I tell ya…That man in unreliable.
The Kremlin had their fingers on the button just like we did for that one…
Now just think for a minute - we can make this war so big - so big…
The more people we kill in this war, the more the economy will prosper…We can get rid of practically everybody on your dole queues if we plan this right.
Take every loafer on welfare right off our computer rolls…
Now don’t worry about those demonstrators - just pump up your drug supply. So many people have hooked themselves on heroin and amphetamines since we took over, it’s just like Vietnam. We had everybody so busy with LSD they never got too strong. Kept the war functioning just fine…It’s easy. We’ve got out college kids so interested in beer they don’t even care if we start manufacturing germ bombs again. Put a nuclear stockpile in their back yard, they wouldn’t even know what oit looked like…
So how ‘bout it?
Look - war is money. The arms manufacturers tell me unless we get our bomb factories up to full production the whole economy is going to collapse…The Soviets are in the same boat. We all agree the time has come for the big one, so whadya say?!?…that’s excellent.
We knew you’d agree…The companies will be very pleased.
©1982 Decay Music

I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

quarta-feira, 27 de setembro de 2006

BERALDO, VAI SE PREPARANDO PARA ASSUMIR !!!

É isso mesmo !!!

>> Cedo ou tarde as investigações chegariam - e chegarão - em José Serra ( "um bundão" , segundo as palavras do O'Reilly da Associação Comercial, Olavo de Carvalho. Na verdade, ele disse isso em outro contexto. Mas nós - a esquerda - somos capazes de mudar estatísticas de mortos na URSS em milhões ( para menos, claro ) e, portanto, mexo o bundão do Serra do jeito que quiser, oras !!! ) já que, pelo menos oficialmente, ele foi Ministro da Saúde quando se formaram as primeiras colônias de sanguessugas-vampiras que superfaturam ambulâncias. Então, dá para vislumbrar a possibilidade de Serra sair antes do tempo, caso vença a eleição para governador.

>> Falando em O'Reilly, tem um site legal - mas, infelizmente, todo em inglês - cuja missão é trucidar a direita-religiosa norte-americana. Taí o link: http://www.therationalradical.com/podcast.html

>> Mas não pára por aí a safra de boas notícias (acho !!) :
1. A mesma ISTOÉ, acusada de vender suas páginas para interessados em atingir Serra e Alckmin, em sua edição de 26/07 havia noticiado em 4 páginas a história de um DOSSIÊ feito pela RECEITA FEDERAL, cujo alvo é EDUARDO JORGE ( que dispensa apresentações, apesar de ganhar na Justiça direto ) um dos coordenadores da campanha do CHUCHU.
2. Também na ISTOÉ, só que na edição de 05/07, um box nos mostra uma investigação do MP no Incor. Existiria um rombo de R$ 45 milhões em respasses do SUS, não realizados pelo CHUCHU. O nome de AÉCIO NEVES aparece no imbroglio.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

segunda-feira, 25 de setembro de 2006

Eu não tenho computador ( mas faz falta )

Nem automóvel.
Nem celular.
E nem filhos.

E não falta quem estranhe
quem não compra seu feitor,
"Trabalhe e seja escravo"- do'anúncio de televisor.

Me censure com desdém
Diga que eu não sei viver
Sem esposa, carro e filhos
Que graça minha vida tem?

Não sou monge ou eremita,
Nem me escondo em cavernas
Quem poderá ensinar-me
a fazer escolhas certas ?

( Olhe no espelho e chore... )

Mas se lembre do que escrevo
Liberdade ? Creio, não...
Eu apenas escolhi,
um canto seco na prisão.

Minha primeira poesia,
e ficou uma merda!!
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

domingo, 24 de setembro de 2006

Social e Economia, cabos eleitorais de Lula


Jasson de Oliveira Andrade
Em junho, escrevi o artigo “Corrupção x Economia: Quem vencerá?”. Nele afirmei que a corrupção (arma tucana) x economia (arma de Lula) iria decidir as eleições deste ano. Realmente os tucanos até pouco tempo estavam explorando a corrupção nos programas eleitorais. Agora, uma trapalhada de petistas, que supostamente pretendiam comprar um Dossiê contra Serra, o qual seria vendido por Vedoin, aquele que denunciou a máfia dos sanguessugas, mudou o rumo das críticas. Agora só se fala do Dossiê Vedoin, esquecendo-se das denúncias feitas na revista IstoÉ sobre o assunto. Quércia cobrou: “Se o candidato Serra se sentiu ofendido com a revista IstoÉ, tem que explicar as razões dele. Porque até agora ele reclamou de baixeza, do baixo nível, mas não explicou ainda se ele deve ou não deve alguma coisa. É isso que ele deve esclarecer”. Já o ministro Tarso Genro, declarou: “Uma pessoa, para se envolver numa coisa como essa, além de ser mau-caráter, tem que ser MUITO BURRA (destaque meu)”. Entretanto, os tucanos preferem mesmo é discutir o Dossiê Vedoin. Acham, talvez com razão, que o caso ainda vai dar muito “pano prá manga”.

Lula prefere discutir a economia e o social. Os candidatos oposicionistas, todos eles, falam dos juros. Mas a manchete do Estadão favorece o presidente: “Juro é o mais baixo desde 1994”. O vice-presidente José Alencar declarou, em entrevista à Folha: “A taxa básica praticada pelo Banco Central ainda é muito alta em relação às praticadas no mundo inteiro. Porém, é bem inferior àquela que nós recebemos. Quando chegamos, a Selic era de 25% [ao ano]. Hoje é de 15,25, com tendência a cair”. Realmente caiu para 14%. No Social, esta manchete da Folha explica o que está acontecendo: “Desigualdade recua”, acrescentando: “Em 2004, renda dos mais pobres subiu 14,1%, em “velocidade chinesa”; no mesmo ano, o rendimento dos mais ricos aumentou 3,5%”. É por esse motivo que os mais ricos são anti-Lula. Também no Social, manchete do Estadão: “Bolsa Família tem relação direta com aprovação ao governo Lula”. Voltando à situação econômica atual, temos essa manchete do Estadão: “Economia em alta é o principal cabo eleitoral de Lula”. Fernando Canzian, em reportagem na Folha, comenta: “Uma combinação de fatores resulta em importante aumento da renda dos mais pobres e na queda da desigualdade. À frente, estão programas como o Bolsa-Família e os benefícios fortemente subsidiados pagos pela Previdência e vinculados ao salário mínimo. (...) Os reajustes do salário mínimo acima da inflação, mais empregos (3,9 milhões formais no governo Lula), mais crédito e queda nos preços básicos também contribuem”. Neste pingue-pongue, outra notícia sobre economia. O economista e ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega, na entrevista que concedeu ao jornalista Paulo Henrique Amorim, declarou que pela primeira vez na História, o Brasil deixará de ser devedor para se tornar credor do mundo, acrescentando: “Isso é uma completa novidade. O Brasil nunca foi credor do mundo. Sempre foi devedor”. Outro economista, Carlos Alberto Sardenberg, em artigo para o Estadão, sob o título “Economia e eleições”, constatou: “Se os eleitores votam com o bolso, a tendência será pela continuidade”.
Marcos Coimbra, do Vox Populi, comenta: “Nas pesquisas qualitativas [do Vox Populi] feitas em todos os lugares do País eu percebo que os pobres manifestam intenção de voto no governo não apenas porque há um programa social chamado Bolsa-Família. Isso é uma parte, um símbolo da maneira de fazer o governo andar. Além disso, eles vêem o preço dos produtos de primeira necessidade estáveis ou em queda e o material de construção mais barato. Aumentou o acesso a eletrodomésticos modernos, mais celulares, e eles já viajam de avião. Tem cada vez mais gente pobre usufruindo disso”. A analista Lúcia Hippólito pensa da mesma maneira: “Inflação baixa, crédito fácil, preços de alimentos baixos, produção de petróleo e situação externa tranqüila são fatores que fazem o eleitor gostar do governo e não querer mudar. A própria classe média, que havia se afastado do presidente, está voltando porque a alternativa que se apresenta não é atraente”.

Quem vencerá as eleições: economia (Lula) ou corrupção, misturado com o Dossiê Vedoin (tucanos)? Estamos muito perto da decisão!

EM TEMPO: Resultado do Datafolha, divulgado dia 23/9: Lula, 49 (antes 50), Alckmin, 31 (antes 29) e Heloísa, 7 (antes 9). Alckmin subiu dois pontos, mas tirou pontos de Heloísa Helena e não de Lula, que caiu um ponto, dentro do erro da pesquisa (dois pontos a mais ou a menos). O levantamento deu-se depois de uma semana da trapalhada de alguns petistas. POR ENQUANTO, o Dossiê Vedoin, apesar do massacre da oposição e da imprensa escrita e falada, não teve nenhuma influência no resultado da pesquisa. Se não houver novas trapalhadas, Lula poderá vencer no primeiro turno.

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

quarta-feira, 20 de setembro de 2006

Tive problemas com advogados...

1. Dia desses, frente da lojinha. Carro estaciona bem em frente de modo que, para qualquer direção que eu olhasse, passaria a visão pelo automóvel. As duas ocupantes evitaram cruzar nossos olhares, e foram saindo de fininho, como se eu não estivesse presente. Mas justamente a minha presença lá foi o motivo para que elas estacionassem no local. Segurança, sabe? O cara toma conta...
Abordei:
- Escuta, onde os minhas clientes vão estacionar?
Uma delas:
- Atrás do nosso, oras. (Ficou assim: um carro, uma vaga, o carro delas)
Eu:
- Mas sempre pára mais de um carro para comprar aqui...

Neste ponto da narrativa, quero esclarecer uma coisa. O que me incomoda é o fato de estacionarem para que eu tome conta e finjam que não estou lá !!! De carro, já deixei claro, gostaria que se impedissem sua circulação incondicional pelas ruas, quando a prioridade seria o pedestre e o ciclista. Mas aí é outra história.

A mais jovem - deviam ser mãe e filha - questionou-me;
- De mais a mais, a rua é pública!!!
Eu:
- Bem, se você olhar logo em frente, verá a placa de "PROIBIDO ESTACIONAR".
A jovem, querendo debate e, pior, reinterpretando o sinal de trânsito de acordo com sua conveniência:
- Mas é só até aqui, ó...
Disse isso, e apontou o limite onde, segundo ela, ia a marcação da placa. Não cabia um carro. A placa, na verdade, proibia que pelo menos 6 carros não ficassem nesse local.
E eu, apelando:
- Ah, é? E se eu chamar a CET, você vai argumentar dessa forma?
Ela me olhou com ódio.
Eu disse:
- Não devia ter me provocado.
Depois, não sei o que falei, e ela respondeu. Devia ter ficado quieta:
- Eu sei disso!! Eu sou ADVOGADA !!!
Como se essa carteirada me impressionasse:
- Ah, estou vendo de onde vem o nível baixo...
Ela:
- Você ainda vai precisar de um de nós!!
Eu, finalizando o embate:
- Acho que não. Pelo menos no que se refere a trânsito e suas leis.
Mas acho que ela não ouviu. A mãe já tinha conduzido-a ao carro e foram embora.

2. Advogado tirando xerox. Valor do serviço: R$ 4,40. Ele diz:
- Dá prá fazer uma nota de R$ 14,40 ?
Eu, olhando feio:
- MMMMM. Não !!!
" Tá, obrigado." , respondeu o meliante.

Data venia.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

domingo, 17 de setembro de 2006

Mala de dinheiro, mais verdinhas, busão

*** Claudio Humberto, em O Dia (17/09) , diz que o tal de Valdebran quase se tornou diretor da Eletrobrás, sendo vetado pela senadora petista sob investigação, Serys Slhessarenko. E o cara se envolve nessa "compra" suspeita do "dossiê", de um outro sujeito que implicara Serra no enrosco das ambulâncias, sendo que deveria tomar cuidado com seus movimentos, já que é o principal personagem do escândalo todo? Não passou em nenhum momento, pela cabeça dos dois, que os Verdoin poderiam estar sendo monitorados? Será que não? E, mesmo assim, tentaram fazer o negócio? Como eu já havia dito em outra situação bandeirosa, "Bandeira maior, impossível!! Seria o mesmo que Bin Laden passeasse despreocupadamente em frente ao Capitólio."

*** Contradição: militante do PV diz que seus "santinhos" não são feitos em papel reciclado, "por que é muito caro" (sic). Do mesmo partido (que, aliás, está gastando, hein!!!): carro de som no último volume fazendo campanha de candidato!!!
Em contraste, bicicletas circulam com painel do candidato Delfim Netto.Sem barulho e nem poluição ( exceto a visual, é claro.)

*** Em matéria do JT, motoristas alegam estresse do trabalho. E o Sindicato, tão combativo nos tempos da Marta Suplicy, não vê isso?

*** Falando nela: VOLTA, MARTA !!!
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

A pé, pedestre. De carro, quadrúpede


Mulher, deixando seu automóvel em local proibido ( placa identificando a proibição ), faz ao dono "do lojinha", pergunta de dúbio significado:
- Será que deixar aí tem problema?
No que ele responde:
- Nesse caso aí, não vejo como possa haver um problema maior do que o carro estar estacionado justamente em local proibido.
Ela:
- Mas será que vem alguém [ CET, amarelinho, "a lei" ] multar hoje (é Domingo) ?
Ele:
- Bem, como pagador de impostos que sou, o mínimo que espero é que eles cumpram com sua obrigação elementar, que é punir o motorista infrator...
Ela [ provavelmente sem ter percebido que, não foram palavras favoráveis a ela, motorista infratora ]:
- Mas mesmo hoje, num Domingo?
Ele ( mentindo, mas lembrando de um passado em que isso era possível ) :
- Olha, às vezes até guincho aparece.
- Sabe, moço, é que eu já dei a volta no quarteirão e não achei vaga... Bom... vou rodar de novo ! Obrigada, moço!!
Entrou no carro e foi embora.

Moral da estória
Preste atenção: o problema, para essa gente, não é infringir alguma lei quando estiver ao volante mas sim, certificar-se que o faça sem sofrer algum tipo de sanção ou reprimenda. Já ouviu aquela : "Desculpe, seu guarda !! Eu não sabia que o senhor estava aí..." ?

Etiquetas: ,

I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

sábado, 16 de setembro de 2006

Alckmin não quer saber de corrupção



Alckmin lança seu plano anti-corrupção em Juiz de Fora, reduto do ex-presidente Itamar Franco.
Talvez esteja aí, com luvas de pelica, o tapa-resposta de Geraldo a FHC.
Como todos sabem - principalmente os eleitores tucanos que acreditam na autenticidade de seus representantes, quando estes se dizem "ultrajados" com "o maior escândalo de corrupção, etc, etc..." - quando presidente, Itamar Franco instituiu a Comissão Especial de Investigação, tendo como integrantes, entre outros, Candido Mendes e o empresário Emerson Kapaz.
Nos primeiros dias de seu primeiro mandato trevoso, FHC extinguiu a comissão.
Com mais de dez anos de atraso, um candidato tucano reconhece a necessidade de se agir como a mulher de César, pelo menos no que se refere a "parecer", o que já é um passo importante para passar a "ser".






I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

sexta-feira, 15 de setembro de 2006

Cartunista erra a mão e publica cartuns "não-kosher"

*** O cartunista Latuff será raptado pelo Mossad, tal qual um foragido nazista, para explicar uma piada de sua autoria. Alguém tem que explicar ao rapaz que, para causar polêmica e ter o peso da mídia democrática a favor de seu direito à liberdade de expressão, deve publicar cartuns ironizando ou satirizando Maomé ou o Islão. Até mesmo nos insuspeitos EUA, humoristas têm passado por reprimendas devido a piadas envolvendo Bush, o governo americano, ou a guerra do Iraque. Controle-se.

Saiu no site Novae

Direita Israelense ameaça cartunista brasileiro
Um pequeno exemplo das táticas sujas de IsraHell.

Adivinhem só! Estou sendo ameaçado pelo Likud, partido de direita israelense (do qual fazia parte o carniceiro de Sabra e Shatila, Ariel Sharon). Numa página associada ao Likud minha foto e alguns de meus cartuns são apresentados.
Além das acusações de sempre (nazista, anti-semita...) eles dizem que "deveriam ter cuidado desse Carlos há muito tempo, de um jeito ou de outro".
Naturalmente podemos esperar qualquer coisa de IsraHell. Se eles podem cometer "assassinatos seletivos" de palestinos e cobrir Beirute com toneladas de bombas matando centenas de civis, não seria difícil "neutralizar" um cartunista no Brasil, seria? Ameaças de morte, tentativas baratas de me aterrorizar, contudo, não vão impedir que eu continue apoiando a luta dos palestinos contra a brutal ocupação israelense.
Tudo o que os capangas do Likud podem fazer é me silenciar com uma bala, mas nunca serão capazes de silenciar minha arte.

Latuff
08 de setembro de 2006
Rio de Janeiro Brasil


Veja a tradução do hebraico do conteúdo da página:

"Carlos Latuff

Ele tem uma referência no Wikipedia. No Google você pode encontrar oito páginas a seu respeito. Mas e o que o Ministério de Assuntos Exteriores sabe sobre ele? E o Mossad? E o Comitê de Assuntos Externos e Segurança? E o exército israelense? Ou qualquer outro que trate da segurança de Israel?Carlos Latuff - um sobrenome árabe. Nascido no Rio de Janeiro, 36 anos. Em sua página ele aparece numa foto com Leila Khaled, a terrorista que seqüestrou um aviãoisraelense. Ele é um dos que mais odeiam Israel.Ele é o cabeça de uma das maiores indústrias de propaganda e incitamento contra Israel. Ele destila veneno por toda parte. O dano que ele está fazendo a Israel, junto a juventude mundial, é enorme. Ele é um dos mais influentes anti-sionistas da rede mundial de computadores, um talento gráfico fantástico e um grande cartunista.
Ele sabe como influenciar através da Internet. É o campeão da indústria de maldades iraniana e seus cartuns participam da galeria de negação do Holocausto de Teerã.Ele odeia a América e Israel, seus cartuns mostram os israelenses e seus líderes como demônios. Ele envia mísseis de ódio não menos potentes que aqueles que o Irã está desenvolvendo, e faz parte de gigantesca indústria genocida, cuja missão é a destruição do Estado judeu.Em um impressionante vídeo, em bom inglês, ele está tentando unir todos aqueles que odeiam Israel. Neste vídeo, distribuído pela Internet, ele conclama a serem ativos e participar da luta no front da informação - escrevendo estórias, poemas, blogs, conversando, tirando fotos, participando de encontros e manifestações, sendo ativos e unidos.Seus cartuns satânicos são publicados em jornais por todo mundo e em inúmeras páginas pela Internet. Ele abre mão de direitos autorais e clama as pessoas a usar suas imagens livremente.E o que Israel está fazendo? Nada!!!Houveram reclamações à embaixada do Brasil?Imagine o que aconteceria a um cidadão israelense que expusesse os líderes brasileiros dessa maneira. Alguém já tentou processá-lo por incitamento e tentativa de homicídio? Alguém pelo menos já ouviu falar dele?Esta é a arma de destruição em massa que o professor Harari, ex-diretor do Instituto Weitman, se referia na ultima convenção de Hertzlia. Esse é o perigo que o professor Yoav Gelbar vem alertando publicamente. Foi isso que trouxe os líderes do Congresso Judaico a Israel esta semana.Esse descuido de Israel no front da informação é inaceitável e não pode continuar. Deveriam ter cuidado desse Carlos há muito tempo, de um jeito ou de outro. A pergunta é: o que nós devemos fazer e a quem compete a responsabilidade de fazer?Chamo vocês a serem ativos. Não existe qualquer instituição que possa enfrentar essa guerra genocida.
Nem o Ministério de Relações Exteriores, nem o Ministério da Defesa ou qualquer outro ministério. Nós devemos, como sugere Carlos, nos unir e agir em conjunto.Nós estamos testemunhando uma ação sistemática que visa dar legitimidade para atacar o "demônio sionista".Carlos Latuff se destaca nessa forma de propaganda. O problema será resolvido - a "solução final" - pelo presidente iraniano, que adora esses tipos de desenhos e cartuns, a Alemanha nazista, a negação ao Holocausto, o Hezbollah e seus mísseis. Esta é a razão pela qual ele precisa de uma usina nuclear para matar aquelas criaturas asquerosas que Latuff está desenhando, e então o mundo será um lugar melhor. Houveram outros que tentaram isso antes, lembram-se?Goebbels foi o ministro da propaganda do Terceiro Reich e fez da propaganda uma poderosa arma do regime nazista. Sua premissa básica era de que uma mentira dita muitas vezes se tornaria verdade na consciência do povo. Agora sabemos que Hitler utilizou isso em seus livros durante o Holocausto. As coisas que são ditas contra Israel em fóruns da Internet e através de imagens são cópias da propaganda nazista. Essa é uma ideologia genocida que provou seu poder no passado"-----------------------
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

Comunique-se e o Doxa - meu comentário

Abaixo, comentário que postei no Comunique-se sobre a pesquisa Doxa ( cobertura da imprensa nas eleições ) .

"O Doxa, em análise da cobertura na eleição anterior, apontou a cobertura equilibrada do Diário de São Paulo. Portanto, deve existir algum critério que permita medir favorecimentos ou não pelos veículos a determinados candidatos. No caso do Estadão-ão-ão, a simpatia dedicada ao PSDB percebe-se até no espaço dedicado à previsão do tempo.Como identificaram uma possível ida de votos de Lula a HH (e isso foi amplamente especulado pela imprensa, até para tentar influenciar, de fato, na decisão do eleitorado), natural que se tentasse elevá-la ao patamar de "cavaleira cruzada, autêntica, de esquerda, voz anti-corrupção que grassa no governo Lula".Nessa toada, até FHC teve seu espaço garantido para bradar, altiveiro, contra a corrupção que, todos lembramos, foi duramente perseguida e combatida durante seu governo, até o limite da irresponsabilidade."
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

quinta-feira, 14 de setembro de 2006

Dia quente, pouco a dizer

*** Seção humorística de cartas de leitores: um cidadão-supostamente-de-bem mandou carta para o Estadão. Astuto, demonstrou sua desconfiança com as pesquisas que dão vitória a Lula. Seu argumento? De acordo com outras pesquisas de seu conhecimento, só dá Alckmin. Onde estão estas pesquisas? Aquelas em que votam pessoas que têm acesso a INTERNET !!!
80 ou 95% da população brasileira, of course.

*** No "Dia sem carro" - ou algo parecido - o prefeito Kassab irá à Prefeitura de ônibus. Para aproveitar o ar puro, sairá de casa às 4:00 da matina, quando os veículos estão vazios.

*** Mais do Partido Verde: um carro de som da agremiação fazia campanha para um candidato. Para reforçar na memória do eleitor o nome do sujeito, algo como 180 decibéis. O nome? Fiquei surdo e não consegui ouvir.

*** Calor, né? Ontem eu enviei um email para a Subprefeitura de Vila Prudente, questionando se um restaurante aqui do bairro tinha permissão para realizar a poda de uma árvore em frente ao estabelecimento. Pode ter sido devido a cupins.
Agora sim, poderemos contemplar devidamente a recém-inaugurada reforma fachadística.
Com a árvore estorvando não dava para perceber e apreciar o bom-gosto na escolha do design e o conseqüente embelezamento da paisagem urbanística na avenida onde se situa o espaço gourmant. A eco-chatice não pode criar empecilhos para o empreendedor culinário. Fora com as árvores !!!

*** Três camaradas perguntaram a localização de um logradouro a meu colega. Resposta dada, viraram as costas. Irônico e puto da vida, gritei : " Obrigado, viu!!!". Um deles ouviu o grito, mas não a mensagem e olhou para mim. Repeti a bronca.
O cara se tocou e ficou encarando.
Eu disse: " Quando for pedir informações, agradeça !!!"
O cara, obviamente com razão - eu é que estava errado e não havia dado conta disso. Onde já se viu, exigir educação de um povo cada dia mais ensimesmado? - e percebido certo risco à sua imagem de "macho-que-não pode-passar-a-vergonha-de-ser-exposto-publicamente" continuou me encarando. Eu não fraquejei.
Trinta segundos de olho-no-olho. Ele certo e eu errado. Mas eu não daria o braço a torcer.
Daí se aproximou o sujeito que havia perguntado. Deve ter pensado que, cara-a-cara, eu engoliria o sapo. Nem fodendo.
" OBRIGADO, VIU, PELA INFORMAÇÃO!!!", eu disse, fixando os olhos na sua fuça.
Ele, tentando ser sarcástico: " De nada."
Eu, comerciante : "Volte sempre...otário!!!"
Senti que havia perdido o debate.

*** Por quê a reclamação de que "os analfabetos votam no Lula"?
Tomando isso como problema - o analfabetismo - quem, se não a tucanalha, contribuiu para esse grau de instrução pré-histórica de parte do eleitorado paulista? Quadro sinistro,e que não se reflete apenas nas eleições.
Aliás, a meu ver, isso eles estão fazendo certo.

*** A filha de Alckmin, sem noção, trajava camiseta - ou era bolsa? - caríssima, em plena Rocinha. Campanha eleitoral.
Honrados com a presença de gente tão bem, membros da comunidade retribuirão um dia a visita, em caravana ao bairro onde Alckmin reside.
Os moradores do bairro do ex-governador já estão reforçando a segurança.
Vigias a postos e cães bem alimentados farão a recepção aos comensais.

*** Não é difícil - como muitos pensam - ver o lado bom da vida.
Se eu lhe desse um cesto com várias bolas de isopor brancas, e uma só pintada de preto, esta se destacaria, com certeza.


I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

quarta-feira, 13 de setembro de 2006

ELEITORAIS: Verdinhas, direito de ir-e-vir e mais

*** Acho que só acontece por onde eu passo, sei lá. Mas, o que esse tal de Partido Verde ( não o de Ralph Nader, e sim seu congênere-reboque do PSDB ) está gastando nessa campanha. É medo da cláusula de barreira?

*** É uma merda quando somos obrigados a, por causa de uma greve de Metrô ou de ônibus, ouvir bestas clamando pelo "direito de ir-e-vir" impedido, segundo eles, pelos grevistas.
Só existe esse tipo de "ir-e-vir"? E o pedestre ou aquele que, voluntariamente abdica do "direito" ao automóvel? Cada dia menos espaço para caminhar.As calçadas se tornam vaga para estacionar, quando a CET - os heróis deste blog - não está por perto.

Sem falar nos motoristas que "jogam" o carro em cima, param em cima da faixa (com ar de "quem, eu?"), fazem manobras ou conversões (por exemplo: é proibido sair da R.Estados Unidos e entrar à direita na Rebouças. Tem placa.),
ficam pressionando o pedestre a atravessar a rua rapidamente e outras atitudes, (além da própria natureza nociva do veículo) o que demonstra a preferência do poder público pelo automóvel. Medo de peitar a "opinião pública". E mais avenidas e asfalto.

*** Falei em ônibus. Dia desses, no JT, matéria sobre o stress que acomete os motoristas, o que acarreta em acidentes ( estariam aumentando, segundo o texto ). Acontece que a matéria é rasa como um pires. A repórter acertou ao mostrar a ausência de informações relevantes ou números confiáveis no site da SPTrans. Eu já havia percebido, mas fiquei em dúvida.
Não se consegue o número de acidentes envolvendo ônibus, por exemplo.
Mas informações contidas na matéria trazem mais dúvidas, que não foram sanadas ali: um motorista disse que a manutenção dos veículos é malfeita e há excesso de horas trabalhadas.
Além disso, existiria certo rigor da empresa e da SPTrans, quanto à fiscalização exigente, o que resultaria em efeitos nocivos sobre a saúde do trabalhador, tanto física como mental.
Ranking de reclamações do usuário: consta que a não-parada no ponto é uma das maiores reclamações. Por vezes o cara está correndo demais. Motivo? Atrasos, claro. [conclusão minha]
Nesse caso, por revelar uma constante (falta ou quebra de veículos levando ao não-cumprimento de horários, direção perigosa, velocidade demasiada, etc.) pode-se perguntar: estas "faltas" decorrem de suposto stress, ou seria falta de fiscalização mesmo?
A matéria focou nos problemas de saúde, dando cifras, mas fazendo contas podemos perceber uma lacuna inexplicada de quase 60% das reclamações, e ficamos sem saber quais são.
Dá muito bem para concluir que, após piorar o serviço de ônibus ( sem ser molestada pelos jornais ) quando era sentido por alguns cidadãos, agora os efeitos se fazem notar na marra, graças ao aumento de acidentes devido às alegadas más condições ou excesso de trabalho pelos trabalhadores.
Sendo assim, não é de se estranhar que o Sindicato, tão combativo (principalmente nos tempos de Marta ) tenha deixado a situação chegar até esse ponto (trocadilho passageiro) ?
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

O Big Brother não rastreou você!!! Ele comprou seus dados!!!

***Essa aqui eu catei no DEMOCRACY NOW !
Os jornalistas Tom Hamburguer e Peter Wallsten, em seu livro intitulado "One Party Country: The Republican Plan for Dominance in the 21st Century" ( algo como: "País de Partido Único: O plano Republicano para o dominar no século 21") revelam que, entre outras peraltices do Partido Republicano para continuar guiando os destinos da Grande Nação, está o corpo-a-corpo com o eleitor.
Não se excitem!!!
Uma das estratégias apontadas pelos jornalistas é o - se entendi bem - "Voter Vault" , um "gigantesco banco de dados com milhões de nomes, não apenas de eleitores, mas seus gostos, opiniões em publicações ( vejam o original em inglês), o tipo de carro que dirigem, o tipo de bebida alcoólica preferida e outras coisas que eu não soube traduzir. [O importante : não é para mandar cartões de Natal.]
Esse arquivo se encontra no Comitê Nacional do Partido Republicano, em Washington. Só acessível a quem pertencer à alguma equipe de campanha Republicana país afora.
Em qualquer cafundó do Alabama o sujeito acessa, via web, esse banco e, com a lista em mãos, manda um "mensageiro" visitar as casas de uma determinada localidade, para tomar um cafezinho e descobrir que tipo de eleitor você pode ser - conservador, liberal, jornalista de direita brasileiro, essas coisas.
Como eles conseguem essas informações? Comprando, oras.!!!
Redes de farmácias, supermercados (Nota: esse texto está semi-adaptado do original) detêm essas informaçãos, seus hábitos de compra, tudo.
Acho que o Greg Palast já havia mencionado isso, mas na América Latina, não nos EUA.
Lembre-se:
Você não os conhece, mas eles sabem que você ainda come papinha de bebê. Cuidado!!!
Informação é poder!!!
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

VOCÊ AMA SEU CARRO ? QUEIME JUNTO COM ELE !!


"Under My Wheels"




Eu perambulava poraí usando uma camiseta com esses dizeres, que pedi para um amigo pintar ( O Silvão, grande cartunista. Um dia ainda vai vencer o Salão de Piracicaba, vocês vão ver.)

Continuo achando a mesma coisa e acho que já deu para perceber.

Não tem nada de inovador nessa idéia, apenas acho anti-popular.

Ou seja, perfeita e subversiva.

Só que o imaginário já impregnado na população sobre os poderes incalculáveis - sexuais, inclusive - que seriam conferidos a quem tiver um automóvel não se transforma da noite pro dia.

As Leis da Física não se aplicam na realidade das grandes - médias, pequenas, tanto faz - cidades. O cara que se candidatar a um cargo político, tendo como plataforma quaisquer ações que restrinjam o tráfego de automóveis será alvo de todo tipo de agressão, atraindo sobre si a ira de milhões de "oil-stonned" fundamentalistas, que não admitem o óbvio.

Não falo apenas de congestionamentos, pedágios ou Zona Azul. 

A energia necessária para produzir os veículos, só se consegue de forma tão poluidora quanto o próprio automóvel quando este passar a circular.

As mortes e acidentes, causados pelo carro já não sensibilizam ninguém. Passaram a fazer parte da "naturalidade' do nosso cotidiano.

Os recursos (também $$) utilizados para ampliar/consertar a malha viária das metrópoles.

A própria formação espacial, tanto da cidade quanto das residências, prioriza sempre o veículo, este símbolo de status e sucesso decadente, poluidor e ilusório.

Faça um teste: numa conversa, em pleno happy-hour, ouse dizer que não pretende comprar nunca um carro e que, se dependesse de você, a cada dia se criariam empecilhos para o automóvel que circula nas ruas

Você será:

Taxado de louco;

Isolado do grupo;

Ridicularizado;

Segregado;

Demitido;

Diminuído aos olhos femininos;

Posto num caldeirão e cozido em gasolina aditivada;

Seus ossos servirão de enfeite no espelho retrovisor de alguém;

Até pior, acredite...

Pois com o "possante" ninguém mexe!!!

Afinal, este é o meio ideal para um zé mané sentir-se livre como uma águia, bem-dotado, forte, bonito, elegante, rápido, jovem, bem-sucedido, audaz, heróico.

Não sou eu quem diz isso, é a propaganda.

E não tem ninguém - nem a CET , com sua totalitária "Indústria da Multa" (sic) - que irá proibir o panaca de continuar rodando poraí com sua auto-ilusão de liberdade.

Afinal, são décadas de doutrinação.


I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

TCU e mensalão, Pinochet e o 11/09 em SP, o corvo e outras histórias.

*** Vejam comentário completo no blog Contrapauta : O TCU quebrou o rabo da oposição. A CEF não alimentou o Valérioduto - ou Azaredoduto, caso queiramos ser mais justos. Os jornais nada falaram.

*** 11/09 em São Paulo: desta vez, quem morreu foi Pinochet.

*** O corvo X o tucano: comitê de campanha de Geraldo Alckmin avaliou que a carta de FHC/Lacerda tratou-se de um "golpe" contra a candidatura Alckmin. Bem, ele já havia tentado com Lula. É da natureza do escorpião.

*** O corvo já sabia das coisas: "NUNCA MAIS !!!" . Acho que se referia à FHC.

*** Mainardismo, versão tropical do Macartismo: por quê não vai levantar a ficha de Claudia Costin, vice-presidente da "Fundação Victor Civita" ?



I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

ERRATA.

Não sou jornalista, mas nem por isso posso errar, correndo o risco de divulgar informações equivocadas aos meus leitores Brasil afora.
Conforme post anterior, em que falava sobre candidaturas impugnadas, dei o número errado de um candidato. Isso não pode acontecer. E se o cara não for eleito devido a influência exercida por esse lapso imperdoável de minha parte?
Vou consertar isso agora:
Eu havia dito que o número de Ubiratan Guimarães , deputado estadual pelo PTB e candidato à reeleição seria 11.111.
Peço ao candidato que desculpe meu erro.
Isso não vai mais se repetir.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops

sábado, 2 de setembro de 2006

Choque de Gestão é isso aí!

Cheguei em casa pregado, e minha filha Nicole veio me receber com a notícia:

- Papis (é assim que ela me chama...), a professora pediu para levarmos material de limpeza para a escola, porque lá está faltando...

Nicole estuda na Escola Estadual Fernão Dias, em Pinheiros, uma das chamadas "escola modelo". Aquela mesma onde o ex-governador Alckmin deu a primeira aula do ano, com transmissão da Globo no SPTV.
Nesta escola estudaram diversos ilustres, mas um deles é emblemático: FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, ele mesmo, o emplumado-mor-grão-vizir dos tucanos. É isso: a escola do FHC não tem material de limpeza.
A escola do FHC, quando nela se entra, parece aquelas escolas do Bronx retratadas nos filmes. Paredes pichadas, grades por todas as janelas, alunos dispersos no pátio por falta de aulas. E, agora, falta também material de limpeza.
Costumo ir às reuniões de pais. Deparo-me com muitos professores visivelmente despreparados, que falam mais errado que o Lula. Sempre pedem a colaboração dos pais, seja com contribuições para a APM, seja com material de consumo (papel para copiadora, por exemplo). Quando recebo um informativo impresso, ele é tão pequeno (para caberem mais exemplares em uma folha) que preciso de lupa para ler alguns. Ou então vêm em linguagem telegráfica (ou de internet, para ser mais moderninho). Todo centímetro é precioso. O velho mimeógrafo a álcool trabalha a todo vapor.
Lá tem uma "sala de informática", fechada há anos, por conta de um ato de vandalismo (destruição de cabos) não reparado. Meia dúzia de professores e abnegados carregam a escola de FHC, com mais de mil alunos, nas costas.
Leio no Diário de SP que, em Guarulhos, alunos rebelados pela proibição, pela diretoria da escola, de saírem do recinto escolar quando tivessem "aula vaga" - eufemismo para "professor não veio trabalhar" -, simplesmente PROVOCARAM INCÊNDIO E QUEBRA-QUEBRA, bem aos moldes das rebeliões nos presídios insufladas pelo PCC. Já disse isso outra vez, mas não custa repetir: um governo que se jacta de ser o que "mais presídios construiu" e o que "mais prendeu" deveria dizer também que foi o que MAIS BANDIDOS FORMOU. A escola pública de São Paulo é uma pré-FEBEM. Com doze anos de governo, qualquer pessoa séria e competente colocaria a educação paulista nos trilhos.
FHC e sua turma tiveram todo esse tempo para melhorar o ensino público em SP, e o resultado foi este. Paulo Renato, Chalita e quejandos fazem a alegria de Di Gênio & Associados.
I heart FeedBurner Monitorado por Cyclops